Publicidade

Exemplos de exercícios pliométricos no Tênis








O tênis requer uma reação potente em muitos os golpes e fundamentos. E o trabalho de pliometria é importantíssimo para que o desempenho do praticante tenha qualidade máxima. A pliometria é uma forma de exercício que busca a máxima utilização dos músculos em movimentos de explosão. A contração do grupo muscular durante a realização de um exercício pliométrico é similar ao de uma mola, contraindo e liberando sua força acumulada continuamente.

O movimento para se bater na bola, com a "torção" do corpo para execução do backhand/forehand, os saques, os voleios são alguns dos movimentos que a pliometria aparece no tênis.  A diferença da potencia explosiva que determina uma direção e o primeiro passo em direção a bola vai requerer a coordenação dos músculos.

Vamos falar de alguns exercícios de pliometria que podem ser usados no tênis.

Saltos em pé: é uma boa atividade para começar os exercícios pliométricos. Saltar o mais alto que pode, fazer o movimento de salto que seria usado no saque são exemplos de exercícios que podem ser utilizados pelo menos 3 x na semana.

Saltos em profundidade: Os bancos funcional bem para esse tipo de exercício. Salta no banco, salta mais alto que pode quando os pés tocar no chão. Realizar  6 saltos desse tipo é um bom número para um treino.

Passos grandes. Esse tipo de exercício melhora a velocidade de reação e é simples. Começa numa linha lateral e corre para a linha oposta fazendo uma menor quantidade de passo possível.

Exemplos em VIDEOS:
Os exercícios de pliometria são uma excelente ferramenta para melhorar a corrida, pois trabalham potência muscular, propriocepção e aumentam a rigidez das pernas, tornando-as mais aptas a devolver (em vez de dissipar) a energia elástica advinda do impacto. Use e abuse no tênis.


Comente:

Nenhum comentário