Publicidade

Cuidado na preparação física no Tênis prolonga carreira








O preparo físico é fundamental no treinamento do tenista. Ainda assim, existem técnicos  que não a consideram importante. Mas, no tênis atual, ela é imprescindível por duas razões principais: a exigência física máxima em muitos torneios e a prevenção de lesões – que uma temporada dura pode causar. O jogo está cada vez mais rápido, com a evolução das raquetes aliadas ao aumento da força dos atletas. A velocidade do saque e dos golpes estão absurdas, obrigando os atletas a serem rápidos também, para chegarem inteiros e equilibrados na execução desses golpes.

Outro ponto importante é a prevenção de lesões. O tênis é um esporte de impacto, unilateral e que exige muito do físico do praticante. A maioria dos jogadores que me procuram para iniciar um trabalho têm ou tiveram uma lesão relacionada ao tênis e precisam melhorar o condicionamento físico para poder continuar a praticar o tênis sem dores.

Com as diferentes formas de treinamento desta capacidade, busca-se melhorar o desequilíbrio postural inerente ao esporte, diminuir o tônus muscular após as sessões de treinamento e restaurar a amplitude ideal de movimento para conseguir soltar os movimentos (economia).

Tudo isso pode ser evitado fazendo um trabalho de prevenção adequado, fortalecendo a musculatura necessária e cuidando do equilíbrio corporal. Os atletas profissionais fazem isso muito bem, equilibrando a quantidade de treinos físicos com os técnicos e dosando o número de competições e jogos durante o ano. Por isso, nós vemos hoje em dia atletas acima dos 30 anos jogando ainda em alto nível.

É importante que o treinador no tenis tenha amplos conhecimentos de preparação física, além disso, é primordial que o preparador conheça bem tênis e trabalhe em sintonia e sob a supervisão do técnico.



Comente:

Nenhum comentário